DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; Sola Scriptura, sola Gratia, sola Fide, soli Deo Glória, solus Christus;

DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; SOLA SCRIPTURA, SOLA GRATIA, SOLA FIDE, SOLI DEO GLÓRIA, SOLUS CHRISTUS; Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Judas:3;

segunda-feira, 21 de junho de 2010

O SACRIFÍCIO VICÁRIO DE CRISTO! Is:53.6,12;

Estamos vivendo na era do “cada um por si”, as pessoas furam fila, procuram ter vários empregos, esbanjam comida, água, etc, enquanto outros estão sofrendo necessidades! O problema do mundo não é a falta de comida, água, etc. É o mal uso dos recursos naturais e falta de políticas que resolvam os problemas de forma global, mas as pessoas e os países não estão dispostos a se sacrificarem em prol dos outros! Dificilmente alguém recusa um segundo emprego pensando em deixar a vaga para os desempregados? Dificilmente alguém deixa de comer em excesso para dividir seu alimento com alguém que está passando fome? Etc, muito menos estão dispostos a passar privações, sofrer e morrer em lugar dos outros! Porque Cristo se ofereceu em sacrifício? Porque este sacrifício tinha que ser vicário? Por quem Cristo morreu? O que Cristo conquistou com este sacrifício? Vejamos alguns pontos:
(1). Cristo morreu pelos eleitos! Jesus Cristo não foi um mártir, nem sacrificado contra a sua vontade, não padeceu lutando pela sua própria vida, Ele deu a sua vida de tal forma que estava totalmente sob o controle da situação, pois Ele além de dar a sua vida, tinha o poder de reavê-la Jo:10.18; Os pretensos salvadores das religiões nunca de toda a raça humana tiveram este poder! Seus líderes foram detidos pela morte: Buda, Confúcio, Maomé, Maria, etc. Só Jesus Cristo venceu a morte At:2.29-32; Cristo não deu a sua vida apenas para demonstrar o seu poder e nem por todos indiscriminadamente, Ele deu a sua vida pelas ovelhas Jo:10.15, pelos pecados do seu povo Mt:1.21; por aqueles que creram, por aqueles que crêem e que crerão nEle Jo:17.20; Jesus morreu de forma suficiente pelos pecados de toda a raça humana, seu sacrifício tem o poder de expiar todos os pecados de todas as pessoas; mas Cristo morreu de forma eficaz pelos seus eleitos Jo:15.13; seu sacrifício foi eficiente apenas para seus eleitos onde todos os benefícios salvíficos são aplicados pelo Espírito Santo. Se Cristo tivesse morrido por todos de forma eficaz, todos estariam salvos sem exceção de ninguém até mesmo de Hitler. Do mesmo jeito que muitos são chamados de forma geral e externa, poucos são escolhidos de forma particular e interna por Deus Mt:22.14.
(2). Só Cristo poderia morrer em nosso lugar! Se o sacrifício fosse oferecido por um homem nascido com a natureza pecaminosa, o sacrifício seria maculado pelo pecado Jó:14.4; e não seria perfeito Hb:10.11; Mas Jesus Cristo reunia em Si mesmo todas as condições para ofertar um sacrifício perfeito e eficaz. Cristo nasceu da Virgem Maria assumindo um corpo humano sujeito as mesmas privações e tentações comuns a todos os seres humanos Hb:4.15; contudo sem o pecado original e sem cometer pecado 1Pe:1.19;não por méritos de sua mãe material, pois ela foi concebida por geração natural herdando o pecado original dos seus pais Sl:51.5; mas por obra e poder do Espírito Santo que Cristo não herdou o pecado original Lc:1.34-35; Cristo em sua natureza humana imaculada e sua natureza divina pôde nos representar com um sacrifício Vicário Rm:5.17-19; em sua morte os nossos pecados foram expiados Hb:2.17; de tal forma que se Cristo fosse apenas homem mesmo imaculado, sem a natureza divina Ele não poderia resistir a justiça e ira de Deus punitiva contra o pecado Cl:2.8-15; nem ter nos justificados pelo seu sangue e nos reconciliados com Deus pela sua morte Rm:5.6-11; Só um verdadeiro homem e um verdadeiro Deus em uma só personalidade poderia satisfazer a justiça de Deus cumprindo todas as condições da Aliança das obras para a salvação de seu povo.
(3). O sacrifício de Cristo satisfez a justiça de Deus! Cristo se ofereceu como propiciação pagando a nossa dívida de pecados que trazia contra nós a justa condenação Cl:2.14; a obra redentiva de Cristo não se limitava na sua morte como é tão divulgada nas encenações de páscoa, primeiramente Cristo obedeceu toda a justiça da Lei que era impossível para nós obedecer integralmente e perfeitamente Tg:2.8-11; caso contrário era só obedecer a Lei e ser salvo pelas obras sem a mediação de Cristo Gl:5.4; segundo o sacrifício de Cristo abrange todos os pecados dos seus eleitos, tanto do passado como do presente e do futuro Rm:3.24-26; é por conta disso que quando pedimos perdão pelos nossos pecados Deus nos perdoa 1Jo:1.9; porque o sangue de Cristo nos purifica de todo o pecado inclusive do pecado original 1Jo:1.7; portanto os nossos pecados foram punidos em Cristo por sua obediência e sacrifício satisfazendo a justiça de Deus e nos tornando justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo. 2Co:5.21;
Todos nós nascemos com uma dívida de pecado, mortos espiritualmente, debaixo da ira de Deus e carecendo da misericórdia de Deus! Ef:2.1-5; De fato necessitamos de um salvados que resolvesse nosso problema de pecado e só Jesus Tem a solução nos comprando com Seu sangue e pagando a nossa dívida com a sua própria vida nos livrando da Justa Condenação de Deus! 1Ts:1.10; Creia em Jesus arrependendo-se dos pecados e serás salvo, se não permanecerás na condição que nascestes caminhando para a justa condenação! Mc:16.16; Amém!
Pb. Silvio Romero Santos.

Nenhum comentário: