DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; Sola Scriptura, sola Gratia, sola Fide, soli Deo Glória, solus Christus;

DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; SOLA SCRIPTURA, SOLA GRATIA, SOLA FIDE, SOLI DEO GLÓRIA, SOLUS CHRISTUS; Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Judas:3;

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

AS INSTITUTAS


E visto que a Escritura nos consola bastante com todas as exortações perante as afrontas e calamidades de que padecemos, e que seriamos ingratos se não aceitarmos isso voluntariamente e de bom animo da mão do Senhor.Especialmente porque este tipo de cruz é particularmente característica dos fiéis e por ela Cristo é glorificado em nós, como disse Paulo (1 Pe 4-13-14).Mas como todo espirito elevado e digno, mais grave e duro sofrer uma injuria que suportar mil mortes, expressamente dito por Paul que estejamos preparados não só a perseguições, mas também afrontas, tendo nossa esperança colocada no Deus vivo (1 Tm 4.10). Tampouco nos exige uma alegria que suprima em nós, todo sentimento de amargura e de dor, caso contrário, a paciência que os santos têm na cruz não teria valor algum se não fossemos atormentados em dor, e não experm esconde dentro de si certa amargura, que perfura o coração, nisto se mostra à fortaleza dos fiéis, que a se ver tentado por amargura, por mais que sofra intensamente, resistindo corajosamente, acaba por vencer, nisto mostra paciência, pois ao se ver estimulado por este sentimento, é contido com o temor de Deus, para não cometer nenhum excesso.Nisto vemos alegria, pois ferido pela tristeza e  algum, de que fortaleza ou moderação conseguiríamos em menosprezar todas estas coisas, ignorando-as?as dores, apesaimentássemos angustia perante as tribulações. Se a pobreza não fosse dura e chata, se não sentíssemos dor na enfermidade, se não nos machucasse as afrontas, se a morte não nos causasse horrorMas se cada ur disso, se tranqüiliza com o consolo espiritual de Deus.Institución de La Religión Cristiana,  por Juan Calvino, libro III, VIII, 08 – traduzido e adaptado por Carlos ReghineMais artigos das Institutas

Nenhum comentário: