DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; Sola Scriptura, sola Gratia, sola Fide, soli Deo Glória, solus Christus;

DEFENDENDO A FÉ DESDE 1536; SOLA SCRIPTURA, SOLA GRATIA, SOLA FIDE, SOLI DEO GLÓRIA, SOLUS CHRISTUS; Amados, quando empregava toda a diligência em escrever-vos acerca da nossa comum salvação, foi que me senti obrigado a corresponder-me convosco, exortando-vos a batalhardes, diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Judas:3;

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

ARMAS EFICAZES CONTRA AS TENTAÇÕES DO DIABO


“A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. 2 E, depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. 3 Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. 4 Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus. 5 Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo 6 e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. 7 Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. 8 Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles 9 e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. 10 Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto. 11 Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram.”(Mateus 4.1-11) O texto acima deixa claro que este misterioso acontecimento deu-se imediatamente após o batismo de Jesus (3.13-17), pois o texto diz “A seguir”, ou “então” (v.1). No Seu batismo, Jesus se dedicou ao caminho da cruz. Na tentação, satanás lhe apresentou meios pelos quais o Senhor podia efetuar Seu ministério sem ir à cruz. A tentação de satanás ocorreu em um período de plenitude do Espírito Santo na vida de Jesus, após o seu batismo, quando Deus disse: “… Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”(Mt 3.17). Onde há consagração e dedicação a Deus, o inimigo está pronto para tentar! Gostaria de refletir sobre algumas lições importantes nesse texto. Veremos algumas “ARMAS EFICAZES CONTRA AS TENTAÇÕES DO DIABO”. A primeira é: TER O CORAÇÃO VOLTADO PARA A PALAVRA DE DEUS (V.1-4) Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto (v.1) - Jesus é Rei e sumo sacerdote. Ele é “... sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque.”(Hb 6.20). Por ser nosso sumo sacerdote, Ele teve de sofrer para pagar os nossos pecados (No AT o sacerdote sacrificava cordeiros para o culto a Deus, Jesus é o sumo sacerdote que se entregou na cruz como o Cordeiro de Deus). O autor aos Hebreus diz: “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.”(Hb 2.18). A tentação foi parte de seu sofrimento necessário para cumprir sua obra. Por isso o texto diz que Ele “foi levado pelo Espírito” (ler 3.16 e 4.1). Mas Deus não seria o culpado pela tentação de Jesus? Não, porque Ele não tenta ninguém (cf Tg 1.13). As tentações estão incluídas no eterno plano de Deus para no nosso bem. As tentações de Jesus faziam parte do plano de Salvação. Os quarenta dias correspondem aos quarenta anos do povo no deserto (Nm 14.34). Jesus venceu onde o povo falhou. A primeira tentação (v.2-3) – Jesus “teve fome” (v.2b) – Isso nos mostra que Ele era um homem, perfeito e sem pecado, mas era um homem que tinha suas necessidades fisiológicas. A tentação de satanás: “Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães.” (v.3) – O diabo quis colocar à prova a verdade antes ouvida por Jesus: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.”(Mt 3.17). “Já que você é o Filho de Deus, mande esta pedra virá pães, assim matará a tua fome”. Ele queria destruir o segundo Adão (1Co 15.45), pois o primeiro havia falhado. Um coração voltado para o Reino de Deus (v. 4) – Embora houvesse uma necessidade física, Jesus disse a satanás: “... Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” – “Está escrito” – Jesus faz referência ao livro de Deuteronômio (Dt 8.3), que não era uma fraude piedosa, mas a Palavra de Deus. O que Jesus disse pode ser parafraseado: “Tentador, você esta com uma falsa ilusão de que o que sustenta o homem é o alimento, mas é de Deus que vem a força do homem!” Jesus confiou nas Escrituras para obter a vitória em sua luta espiritual. A Palavra é a “espada do Espírito,”(Ef 6.17). Armas eficazes contra as tentações do diabo. O que fazer quando se tentado por satanás? Tenha “O CORAÇÃO VOLTADO PARA A PALAVRA DE DEUS”! Paulo disse que temos que nos armar contra as ciladas do diabo (Ef.6.10-20), e uma dessas armas é e Palavra de Deus: “…a espada do Espírito, que é a palavra de Deus”(v.17b). Que a Palavra de Deus faça morada em seu coração para vencer as tentações do diabo. Porque ele: “… anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar”(1Pe 5.8). Ainda, no texto lido, a exemplo de Jesus, a segunda arma que temos contra as tentações do diabo é: SABER QUE NÃO SE PODE COLOCAR DEUS À PROVA (V.5-7) O que seria colocar “Deus a prova”? – Seria testá-lo, impondo que Ele faça uma prova absurda, ou contrária a Sua vontade. O povo de Deus fez isso com Deus no deserto: “E chamou o nome daquele lugar Massá e Meribá, por causa da contenda dos filhos de Israel e porque tentaram ao SENHOR, dizendo: Está o SENHOR no meio de nós ou não?”(Ex 17.7). O povo se rebelou contra Moisés porque queria água, a ponto de quase apedrejá-lo (cf Ex 17.4). Não esperaram em Deus e queria que Ele mostrasse seu poder. A segunda tentação (v.5-6) – O diabo queria por Jesus em uma situação de perigo para ver qual seria a reação de Deus. Essa era a idéia de satanás: “Então você confia em seu Pai? Muito bem, então vamos provar se Ele te ama mesmo”. Com isso ele estava colocando Deus à prova. Ele levou Jesus ao pináculo do templo de Jerusalém (v.5b) - Como ele fez isso? A Bíblia não nos diz. Calvino entendia, prudentemente, que poderia ter acontecido em uma visão, onde satanás o fez ter uma visão real da situação. Visões assim foram realizadas por Deus: “Em visões, Deus me levou à terra de Israel e me pôs sobre um monte muito alto; sobre este havia um como edifício de cidade, para o lado sul.”(Ez 40.2). A citação do Salmo 91.11-12 feita por satanás está exatamente oposto ao seu sentido original. O salmo 91 é uma exortação para se confiar em Deus, o diabo tenta substituir a confiança por um teste, lançando dúvida sobre a fidelidade de Deus. Ele distorceu a Palavra de Deus. Tentar Deus é desrespeitar sua autoridade e Seu poder – Falando sobre os Israelitas no deserto, o salmista diz: “Quantas vezes se rebelaram contra ele no deserto e na solidão o provocaram! Tornaram a tentar a Deus, agravaram o Santo de Israel. Não se lembraram do poder dele, nem do dia em que os resgatou do adversário; de como no Egito operou ele os seus sinais e os seus prodígios, no campo de Zoã; e converteu em sangue os rios deles, para que das suas correntes não bebessem.”(Sl 78.40-44). Armas eficazes contra as tentações do diabo. O que fazer quando se tentado por satanás? Saiba QUE NÃO SE PODE COLOCAR DEUS À PROVA. Muitas vezes o diabo vem com esse argumento para provar a Deus. Em nossos dias existe uma “teologia” herética que, para mim veio das entranhas de satanás. Ela se chama “teologia da prosperidade”. Pessoas que, por não aceitarem sua situação, “colocam Deus na parede” e diz: “não aceito esta situação (ou enfermidades), eu sou seu filho então, te vira!”. Isso é falta de reverência a Deus! Tomemos cuidado, satanás está a procura de corações que concordem com ele, para destruí-los. Por fim, no texto lido, a exemplo de Jesus, a terceira arma que temos contra as tentações do diabo é: ADORAR SOMENTE A DEUS (V.8-11) Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto (v.8) – Onde seria este monte? Não há registro em que no deserto de Israel exista um monte tão alto, a ponto de mostrar: “todos os reinos do mundo”. Assim, podemos mais uma vez compreender como destacou Calvino, como anteriormente falamos “uma visão real”. O diabo colocou diante aos olhos de Jesus todos os reinos do mundo. A terceira tentação (v.9) – Satanás ofereceu à Jesus todas as riquezas do mundo. Mas as riquezas do mundo são do diabo? Veja o que João escreveu: “Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.”(1Jo 5.19; outras Ef .2.2; 6.12). Essas passagens nos mostram que ele tem influência muito poderosa na vida dos homens ímpios. Estas referências não provam que ele seja o dono de tudo. A realidade é o oposto: “Por que se enfurecem os gentios e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o SENHOR e contra o seu Ungido, dizendo: Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas. Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles. Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. Eu, porém, constituí o meu Rei sobre o meu santo monte Sião. Proclamarei o decreto do SENHOR: Ele me disse: Tu és meu Filho, eu, hoje, te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança e as extremidades da terra por tua possessão.”(Sl 2.1-7). As nações são do Senhor e não de satanás. Ele é, na verdade, o pai da mentira (cf Jo 8.44). Satanás queria adoração: “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.”(v.9). O que satanás quer é desviar adoração que é de Deus. Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto (v.10, cf Dt 6.3) – Jesus rejeita a idolatria como forma de culto a Deus. Satanás quer que o povo de Deus coloque outro deus no culto. Jesus deixa claro que no culto a Deus não há lugar para a idolatria. Mas o que é idolatria? Temos a tendência de achar que idolatria é somente quando se tem uma imagem de escultura. Mas os prazeres do mundo são deuses que podem tomar o lugar de Deus. O pecado toma o lugar de Deus. Ou seja, tudo aquilo que se torna primazia em seu coração. Veja o que Paulo diz: “… buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus.”(Cl 3.1b). Armas eficazes contra as tentações do diabo. O que fazer quando se tentado por satanás? Tenha o desejo de “ADORAR SOMENTE A DEUS” – O diabo quer usar artifícios para o culto a Deus. Em nossos dias temos presenciado com tristeza que muitos “líderes” cristãos têm se prostrado diante de satanás. E isso acontece quando deixam o Senhor e se prostram diante das riquezas: “Não podeis servir a Deus e às riquezas.”(Mt 6.24). Alguns já venderam a alma para o diabo para alcançarem a riqueza usam a Palavra de Deus como pretexto. Outra forma de idolatria é o misticismo que enfrentamos. Pessoas usam de coisas “sagradas” para culto a Deus. Seja “unção com óleo”, “sal grosso”, “água abençoada”, “lenço ungido de suor”. Tudo isso é idolatria e tudo isso tira o foco do que é verdadeiro! Reflitamos no que escreveu João: “Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.”(1Jo 5.21). CONCLUSÃO E APLICAÇÃO FINAL: ARMAS EFICAZES CONTRA AS TENTAÇÕES DO DIABO - Como vencer as tentações do diabo? A Bíblia está cheia de ensinamentos que nos responderão esta pergunta, mas no texto que lemos encontramos três armas para o nosso crescimento. TER O CORAÇÃO VOLTADO PARA A PALAVRA DE DEUS (V.1-4) – Tenha um conhecimento da Palavra, medite no que ela diz e coloque em prática. Outra arma: “SABER QUE NÃO SE PODE COLOCAR DEUS À PROVA” (V.5-7) – Tentar Deus é o desejo do diabo e não pode ser o nosso. Respeite a autoridade e a soberania de Deus. E por fim: “ADORAR SOMENTE A DEUS (V.8-11) - Muitas vezes, por ouvir nosso coração e a voz do diabo, queremos introduzir no culto a Deus algo que na verdade vai tomar o Seu lugar. Devemos somente adorar a Deus. O texto diz que logo após Jesus vencer a tentação: “e eis que vieram os anjos e o serviram” – Tudo que o diabo ofereceu a Jesus, ele recebeu depois da prova. Sem contar que os reinos já eram todos dEle. Então fiquemos com o que disse Tiago: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” (Tg 4.7). Por: Rev. Ronaldo P Mendes

Nenhum comentário: